América Latina

24 de agosto de 2012 - 10h46

Reino Unido mostra disposição em negociar situação de Assange


Segundo informações de agências internacionais, o objetivo da carta é, por um lado, retomar as conversações bilaterais e, por outro, "calmar os ânimos". A relação entre os dois países foi abalada depois que o Reino Unido ameaçou uma eventual invasão de sua Embaixada em Londres para prender Assange.

Na última segunda (20), o chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, reiterou a abertura ao diálogo com o Reino Unido, mas insistiu que primeiro o país deve retirar oficialmente o comunicado enviado a seu governo, mensagem esta que contém uma ameaça de agressão à embaixada.

O fundador do Wikileaks, que se refugiou na embaixada do Equador em Londres em 19 de junho, recebeu asilo diplomático do Equador na quinta-feira (16), mas não pode sair do local por não ter recebido um salvo-conduto do Reino Unido, que insiste em extraditá-lo para a Suécia.


Da redação,
com informações das agências


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais