Brasil

30 de junho de 2011 - 11h45

Hacker violou e-mail pessoal de Dilma na campanha de 2010


O rapaz contou à publicação que invadiu o site do diretório nacional do PT, se aproveitou de uma vulnerabilidade da página e copiou e-mails pessoais de membros do partido e outros dados. Depois, segundo ele, o computador da então candidata foi atacado em duas etapas, até que 600 mensagens fossem copiadas. 

O hacker disse que colocou no computador de Dilma um programa capaz de armazenar tudo o que ela digitasse. O "invasor", que se apresentou como "Douglas", seria um jovem de 21 anos, desempregado, que mora em Taguatinga, cidade-satélite a 20 km de Brasília. Na reportagem, o jornal diz ter se encontrado na última segunda-feira com ele, que também teria pedido dinheiro em troca das mensagens, proposta descartada pelo veículo. 

"Douglas" teria mostrado, "de relance", 30 e-mails aos jornalistas. As mensagens continham resultados de exames de saúde que Dilma teria feito em Porto Alegre (RS), instruções para a campanha eleitoral do segundo turno e uma agenda telefônica com dados de parentes e assessores da presidente.

O hacker também teria violado o e-mail do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. O petista teria detectado a invasão em sua caixa postal e registrado a ocorrência na polícia.

Na semana passada, uma onda de ataques de hackers teve como alvo sites de órgãos do governo federal. Segundo balanço divulgado pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), vinte portais do governo e 200 sites municipais, principalmente de prefeituras, foram atacados.

O jovem que teve acesso às contas de Dilma negou que faça parte deste grupo de hackers, que se autodenomina Lulz Sec Brazil.

Com agências


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais