Brasil

6 de fevereiro de 2011 - 15h22

Três municípios realizam eleições para escolha de prefeitos


A escolha de um novo prefeito em Dourados decorre da crise que levou diversos políticos da cidade à prisão, no final do ano passado, entre eles, o prefeito Ari Artuzi e seu vice Carlinhos Cantor. Concorrem ao cargo hoje Murilo Zauith (DEM), derrotado nas últimas eleições para senador do estado; o sindicalista Geraldo Sales (PSDC); José de Araújo (PSOL), derrotado nas eleições para deputado estadual; e o professor Genival Valeretto (PMN). Dourados tem o segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, com quase 140 mil eleitores.

Em Mangaratiba, o motivo de novas eleições é a cassação do prefeito Aarão de Moura Brito Neto por abuso de poder político e uso indevido de meios de comunicação. Em 7 de abril de 2008, último dia permitido por lei para a revisão salarial de servidores públicos em ano eleitoral, o então prefeito Aarão aumentou o salário de servidores municipais em 41,4%, revogando a lei poucos dias após as eleições. Agora os 25,7 mil eleitores poderão escolher entre José Luiz do Posto (PMDB), Evandro Capixaba (PR), Gustavo Busse (PSDB) e Ruy Quintanilha (PV).

Na mineira Conceição do Mato Dentro, novas eleições são necessárias para suprir vaga deixada pelo prefeito Breno José de Araújo Costa. Ele teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em maio de 2009 porque desviou recursos federais destinados à saúde para comprar cestas básicas para os moradores. É o menor colégio eleitoral que vota neste domingo: 14.319 eleitores que decidem entre dois candidatos: Nelma Cirino concorre pela chapa formada por PR/ PTB/ PMDB/ PPS e Paulo Ambrósio que concorre pela chapa formada por PTC/ DEM/ PCdoB.

Hoje também era dia de eleições em Valença (RJ), mas uma liminar concedida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na sexta-feira (4) à noite suspendeu o pleito. O prefeito Vicente Guedes é acusado de estar em seu terceiro mandato, o que é proibido por lei no Brasil. Os outros dois mandatos de Guedes ocorreram na cidade vizinha Rio das Flores. Para concorrer a mais um mandato, ele precisou mudar seu domicílio eleitoral para Valença em 2008.

Ainda este mês, novas eleições para prefeito são esperadas em Rio Branco (MT). O pleito está marcado para o dia 20 de fevereiro. As eleições escolherão o substituto de Antônio Melanezi e de seu vice, que tiveram o mandato cassado por compra de votos em outubro do ano passado.

Fonte: Agência Brasil


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais