Brasil

5 de novembro de 2009 - 15h56

Parlamentares reprovam machismo na Uniban


E anunciou a elaboração de uma nota que a Bancada feminina do Congresso para ser enviada ao programa Fantástico, da TV Globo, criticando a matéria exibida no último domingo (1o), pela abordagem machista e preconceituosa. “No Fantástico, em vez de julgarem a intolerância dos jovens da Uniban com relação àquela jovem mulher, julgaram a roupa da menina, ou seja, se ela estava adequada ou não. Presenciamos uma das mais cruéis manifestações de intolerância do País na história recente.

A deputada Jô Moraes (PCdoB-MG) também se manifestou sobre o assunto, alertando que “esses atos que constantemente alimentam a violência contra a mulher não podem ser tolerados, sob pena de o crime crescer cada dia mais.”

A parlamentar também divulgou a nota da Diretoria das Mulheres da União Nacional dos Estudantes (UNE), solidarizando-se com a estudante Geysa Arruda, de São Bernardo do Campo, “submetida ao mais bárbaro constrangimento”.

Também o deputado José Genoíno (PT-SP) solidarizou-se com a aluna da Uniban e avaliou o fato como manifestação de intolerância e violência de parcelas minoritárias da sociedade que querem impor seu modo conservador de vida.

O deputado criticou a demora da Uniban em abrir processo para apurar o caso e protestou contra a conivência dos professores aos ataques sofridos pela aluna. Ele lembrou que a minissaia surgiu no Brasil como sinônimo da liberdade feminina e reiterou a necessidade de respeito à individualidade.

Da sucursal de Brasília


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais