Movimentos

5 de março de 2013 - 14h56

CTB inicia processo preparatório ao seu 3º Congresso Nacional


As seções estaduais da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) deram início ao processo preparatório ao 3º Congresso Nacional, que acontecerá entre 22 e 24 de agosto deste ano, no Anhembi, em São Paulo (SP). Os estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins são os primeiros a anunciarem seus congressos.



CTB-RO fará Congresso Estadual nos dias 15 e 16 de junho/foto: divulgação

Com o tema central “Avançar nas mudanças com valorização do trabalho”, o Congresso Nacional da CTB deve reunir em torno de 1,5 mil delegados e delegadas de todos os estados brasileiros que atualizarão as linhas políticas da entidade e elegerão os membros que irão compor a nova direção pelos próximos 4 anos.

As etapas estaduais acontecem entre 16 de abril e 15 de junho. Tocantins abrirá o calendário, com a realização da atividade estadual nos dias 19 e 20 de abril, no auditório da Superintendência Regional do Trabalho, em Palmas.

“Estamos mobilizados para realizarmos um excelente Congresso. Realizamos uma série de visitas nos sindicatos da cidade e do campo. Inclusive aqueles que não são filiados. Trabalhamos em cima de agenda positiva”, afirma o presidente da CTB-TO, Antonildo Medeiros.

Antonildo revela ainda a intenção de fazer uma discussão acerca das bandeiras prioritárias da Central. “Vamos tentar fazer um grande debate. Para isso, convidamos imprensa e parlamentares para esclarecer para o povo nossas principais bandeiras”, ressalta.

Nos dias 20 e 21 de abril é a vez de Goiás e Santa Catarina realizarem simultaneamente seus congressos. “Nossa ideia é de crescimento e fortalecimento e termos aqui uma agenda que procure unificar a classe trabalhadora”, revela a presidenta da CTB-GO, Ailma Maria de Oliveira.

A dirigente diz que objetivo é reunir as centrais sindicais em um ato político para consolidar essa aliança. “Pretendemos fazer um pacto entre as centrais durante o congresso estadual. Já convidamos todas para participarem do ato político”, salienta.

Em Alagoas a data definida é o dia 18 de maio. De acordo com Sinval de Melo Costa, dirigente da CTB-AL, dezenas de sindicalistas devem participar do Congresso que pautará o cenário nacional e internacional e fará ajustes estatutários.

“Vamos entrar num processo de crescimento no estado com esse congresso. Virar a página damos prosseguimento as propostas aprovadas no Seminário de Planejamento Estratégico de 2012, que estipulou uma meta de crescimento”, destacou o sindicalista.

Em São Paulo, a etapa preparatória acontece dias 8 e 9 de junho, em Campinas, no interior do estado, e deve contar com lideranças do campo e da cidade.

“Pretendemos fazer um debate avançado acerca das principais propostas da Agenda da Classe Trabalhadora, como a redução da jornada, o fim do fator previdenciário, e acima de tudo, a luta por um projeto de desenvolvimento com valorização do trabalho”, destacou Onofre Gonçalves, presidente da CTB-SP.

O sindicalista lembra que o Congresso é uma etapa muito importante para as estaduais. “É um momento importante para revermos nossas metas e organização. Pretendemos fazer uma renovação que deve dar uma injeção de ânimo para avançarmos nas lutas da central. A nossa vontade é unificar cada vez mais a classe trabalhadora e a luta das centrais sindicais”, frisou.

Mobilização nos estados em junho

O Congresso Estadual no Sergipe acontece entre os dias 14 e 15 de junho com a participação de cerca de 200 delegados e delegados do campo e da cidade. Cabe destacar entre as categorias que estarão presentes agricultores, bancários, servidores públicos, gráficos, secretarias, motoboys, guardas municipais, entre outros.

Para Edival Góes, presidente da CTB-SE a realização desse congresso é motivo de muito orgulho. “Trabalhamos para fortalecer esse instrumento da luta dos trabalhadores que é a CTB. Uma central com caráter classista, que tem como objetivo melhorar o dia a dia dos trabalhadores valorizando sua luta e seu trabalho. O que para nós é fundamental”, revela Edival.

De acordo com o presidente estadual o congresso é motivo de consolidar crescer e responder essas reivindicações da classe trabalhadora. “É a hora de organizar e coordenar a luta dos trabalhadores com qualidade. Muitas fazem isso, mas não com qualidade. Fazer a disputa e valorizar o trabalho. Porque a força trabalho está desvalorizada. E este é o momento de buscar reivindicações. Porque se o trabalhador não o fizer. Ninguém o fará”, finalizou.

Nos mesmos dias também se mobilizam dezenas de cetebistas do Espirito Santo. Está prevista a participação de educadores, estivadores, servidores públicos, auxiliares administrativos, portuários, professores e trabalhadores em transporte.

Para Jonas Rodrigues de Paula, presidente da CTB-ES a importância do congresso estadual é um reflexo do direcionamento dado pela CTB Nacional. “Precisamos estar inseridos em todas as questões que são voltadas para criar melhores condições de vida para o trabalhador. Daí a grande importância da CTB no protagonismo nacional, no sentido de avançar cada vez mais nas conquistas”, afirma.

De acordo com o dirigente isso se reflete também na região. “Pretendemos reunir várias centrais, vários sindicalistas e vários companheiros que estão em nossa base para, que além de outras questões, possamos criar condições de valorizar cada vez mais a questão do trabalho. Além disso, fazer com que esse desenvolvimento e essa ampliação despertem em outras centrais a compreensão e ,também, o foco do quanto é importante avançar nas conquistas do trabalhador”.

O presidente estadual revela que a CTB-ES faz questão de convocar além das lideranças sindicais de outras centrais, também, lideranças políticas. “Isso é de fundamental para que cada um compreenda a grande abrangência que a nossa Central tem no Espírito Santo”, finaliza.

A CTB de Rondônia também escolheu os dias 15 e 16 de junho para realizar o seu congresso. O evento acontecerá no Centro de Treinamento da Emater (Centrer), no município de Ouro Preto do Oeste. Além do congresso será realizado o primeiro Encontro de Jovens trabalhadores da CTB-RO.

“O Congresso além de tratar de assuntos referentes à luta classista dos trabalhadores elegerá sua nova diretoria e escolherá delegados para o Congresso Nacional”, afirmou Francisco Pantera, presidente estadual da CTB.

Fonte: Portal da CTB
  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais