Movimentos

27 de abril de 2010 - 13h12

1º de Maio: centrais promovem três grandes manifestações em SP


Escolhida, uma vez mais, como principal palco das celebrações nacionais do Dia Internacional do Trabalhador, São Paulo se prepara para receber três grandes atos no próximo sábado (1º/5). Mais de 2 milhões de pessoas devem passar pelas comemorações.

A ex-ministra Dilma Rousseff, pré-candidata à Presidência da República apoiada pela base aliada ao governo Lula, é aguardada nos três eventos. Já o presidenciável tucano José Serra foi convidado pela CUT e pela UGT para participar de suas respectivas manifestações — mas não deve comparecer.

Na celebração mais representativa, novamente CTB, UGT e Nova Central se uniram para promover um 1º de Maio Unificado. Desta vez, as centrais elegeram seis bandeiras de lutas: redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redução de salário; ratificação da Convenção 158 da OIT (que proíbe demissões imotivadas); fim do Fator Previdenciário; direito à igualdade de oportunidade; desenvolvimento nacional com valorização do trabalho; e 70 anos do salário mínimo.

Haverá também programação artística e cultural. O 1º de Maio Unificado promete “o maior concerto sertanejo já organizado na capital”, com várias duplas do gênero, além de shows da sambista Leci Brandão e do padre Fabio de Melo. A expectativa das centrais é levar ao ato um público superior aos 200 mil reunidos no Dia do Trabalhador do ano passado.

Com o lema “Reduzir a Jornada e Ampliar Direitos”, Força Sindical e CGTB também vão unidas para o que chamam de “comemoração unitária do 1º de Maio em São Paulo”. O evento conjunto terá apresentações musicais durante todo o dia de sábado, além de sortear 18 automóveis zero quilômetro e um apartamento. No ato político, lideranças e entidades ligadas às duas centrais vão se concentrar em três reivindicais: redução da jornada para 40 horas, diminuição dos juros e fim dos leilões do pré-sal

O 1º de Maio da CUT envolve atividades e debates políticos como o Seminário Sindical Internacional, dirigido às entidades sindicais e sociais. Para celebrar a integração de 20 países da América Latina, a programação inclui ainda a exposição Trabalhador Latino-Americano, ato ecumênico, feira gastronômica, mostra artesanal, lançamento de livros e shows — quase tudo temático. A principal atração musical é o mineiro Milton Nascimento, que prestará tributo à grande cantora argentina Mercedes Sosa, falecida em outubro de 2009.

De São Paulo,
André Cintra


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais