31 de março de 2011 - 9h08

Jô homenageia Zé Alencar


Para homenageá-lo, ainda no final do ano passado, na revista de balanço anual de seu mandato legislativo, a deputada federal Jô Moraes (PCdoB/MG) publicou um poema no qual buscou retratar o sentimento de admiração e afeto que sente por José Alencar


Jô em uma das muitas visitas ao vice-presidente Jô em uma das muitas visitas ao vice-presidente
 Sentimento que é de todos os mineiros. De todos os brasileiros a este homem que é sinônimo de força de vontade, de coragem e dignidade.

ZÉ, O DO BRASIL

Saído das terras dos Puris,

(Muriaé – a terra do sabor de cana doce),

Zé é de Minas Gerais.

Poderia ser do Oiapoque ou Chuí,

Do Rio Moa Ou Ponta Seixas, junto ao Cabo Branco.

Nasceu com a obsessão

De ser o Zé do Brasil.


Sempre olha o mundo

Como se a Estrada de Ferro Leopoldina

pudesse ser restaurada até Paris.

Na certa quereria agradecer a Guido Marlière

– francês de boa fé que doou a capela

do Largo do Rosário

à fé de acreditar na sua gente e no futuro.

Zé do Brasil, Irmão do presidente,

Passeante de carreatas,

Na juventude dos seus muitos 70s,

Cavaleiro andante contra a taxa Selic.


A gente quer dizer, Zé,

Que teus anos no poder

Te deixaram muito mais Zé

E, por isso, bem mais perto

de nossos corações.

Jô Moraes .12 de dezembro de 2010

Últimas Mais

can't open file