30 de setembro de 2010 - 15h05

“O atual governo não se preocupou com as pessoas”, disse Hélio


Da carreata, seguiram para o comício na Praça da Catedral no centro da cidade, onde centenas de militantes balançavam suas bandeiras para ouvir os candidatos ao governo de Minas. Hélio Costa lembrou os investimentos feitos pelo Governo Federal na cidade . “Eu quero perguntar para todos vocês que estão aqui, trabalhadores que acreditam na mudança. Algum de vocês conhece algum programa do governo estadual que mudou a vida de alguém? Como o “Minha Casa, Minha Vida” ou “ProUni”, ou “Pronaf” ?”, indagou.

“Este governo que está aí não pensou no social, sempre pagando mal para os professores, e mais mal ainda os nossos militares. E ainda por cima criou leis que atrapalham”, disse o candidato, referindo-se à lei que acabou com várias empresas de turismo do Norte de Minas. O candidato reforçou as cobranças abusivas de taxas por parte do governo estadual. “Pegue a sua conta de luz e repare: você paga 30% mais 30% embutido, somando 42% de imposto sobre a conta de energia elétrica. No leite, você paga 18%; pior são os remédios ,que também tem 18% de taxa”. O candidato também lembrou a questão do minério que está sendo discutida em todos os debates. “É porque este atual governador não pensa nas pessoas. Está deixando as mineradoras explorarem minério sem pagar nada ao estado. Eu e Patrus queremos trabalhar pelas pessoas e com as pessoas”, finalizou.

Patrus reforçou seu discurso, pedindo o apoio dos militantes, para que as pessoas multipliquem seus votos, falando com um parente distante, com o vizinho e com um colega de trabalho. “Nós estamos com o povo do nosso lado, vamos multiplicar nossos votos e vamos ganhar esta eleição”. O candidato ao Senado Zito Vieira ressaltou a importância da aliança em Minas. “Nós nos despedimos do Norte com a certeza que nós temos o melhor projeto para governar Minas, pois são dois grandes ministros do governo federal, escolhidos com muito carinho pelo presidente Lula para fazer essa aliança por Minas”, concluiu.

O prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite, questionou as pesquisas. “Eu leio pesquisa, mas não creio em pesquisa fajuta, comprada só para confundir o eleitor. O atual governador usa a verba do Palácio para comprar pesquisa e instituto e isso não pode acontecer. Eu nunca participei de pesquisa alguma. Alguém aqui já participou?”, indagou recebendo gritos de "não" do público. “Precisamos eleger Hélio e Patrus para Minas entrar na linha do governo federal e acabar com esse governo que não pensa nas pessoas”, concluiu.


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais

INSERT command denied to user 'noticias'@'186.202.132.166' for table 'tb_noticias_contadores'