Paulo Tedesco
28/01/2015 0h30

Velhos jovens

"Não sobreviveremos a nós mesmos", dizia o músico sul-africano Dave Matthews, em seu último disco, Away From The World, de 2011. E foi essa a verdade que caiu feito louça em ombros de concreto. De que adiantam tantos medos, tantas desmesuras? De que nos adianta esquecer de nossa finitude querendo coisas para sempre? É razoável que deixemos o carinho e a amizade, com quem esteve um dia a cuidar de família, casa, trabalho e tudo mais que a modernidade nos impõe, para depois?

Fatima Oliveira
28/01/2015 0h02

A nossa boca é fundamental contra os fundamentalismos!

“Eu cá, não perco ocasião de religião. Aproveito de todas. Bebo água de todo rio. Uma só pra mim é pouca, talvez não me chegue. Rezo cristão, católico, embrenho a certo, e aceito as preces de compadre meu Quelemém, doutrina dele de Cardéque. Mas quando posso vou no Mindubim, onde um Matias é crente metodista: a gente se acusa de pecador, lê alto a Bíblia, e ora, cantando hinos belos deles. Tudo me quieta e suspende” (Guimarães Rosa, em “Grande Sertão: Veredas”).

Moara Crivelente
27/01/2015 14h42

“Longa Jornada” dos refugiados palestinos e o debate no Brasil

Um profícuo debate sobre a situação dos refugiados palestinos inaugurou no sábado (24) a exposição histórica da Agência das Nações Unidas de Assistência e Trabalhos para os Refugiados da Palestina (UNRWA), no Centro Cultural São Paulo (CCSP). A exposição, que ficará instalada até 15 de março, é composta por 40 fotografias e cinco curtas-metragens que gravaram momentos trágicos do contínuo massacre e da expulsão dos palestinos.

José Reinaldo Carvalho
27/01/2015 12h24

Vitória eleitoral da esquerda na encruzilhada trágica do povo grego

Os resultados das eleições legislativas na Grécia, realizadas neste domingo (25), constituíram uma forte condenação do povo às políticas de direita do partido conservador Nova Democracia e da social-democracia tradicional, representada pelo Pasok. No governo, esses partidos levaram a efeito uma política antinacional e antipopular que conduziu a Grécia à ruína e o povo ao dese

João Guilherme Vargas Netto
27/01/2015 12h17

Aniversário de São Paulo

Chamou minha atenção nas comemorações do aniversário de São Paulo a completa ausência da indústria como característica de sua vida produtiva, de seu histórico, de seu passado modernista e atraente para milhões de brasileiros.

Mauricio Pestana
27/01/2015 10h07

Sede de solução

Em todas as rodas de conversa não há outro assunto, não se fala em outra coisa. Dos botecos às grandes reuniões, seja no almoço ou no jantar, o tema do momento é... Água, ou melhor, a falta dela. Assim como os grandes temas brasileiros. Como futebol, política e religião, onde todo mundo tem uma opinião formada, um culpado e uma solução, com a água não esta sendo diferente.

Eron Bezerra
27/01/2015 6h50

Juro alto não é a pauta

Faz parte do velho manual de Sun Tzu (A Arte da Guerra) que para governar é preciso dividir o inimigo ou, no mínimo, conseguir neutralizar uma expressiva parcela desse segmento beligerante. Mas o mesmo manual ensina, também, que a vitória reside no fato de não se perder território e ao conquistar novos territórios e aliados.

Jaime Sautchuk
26/01/2015 14h07

Lentidão (na reforma) do judiciário

A legendária morosidade, em verdade, na má gestão, incompetência, coronelismo e decorrente de propalada falta de recursos financeiros e humanos da justiça brasileira é uma falácia nos dias atuais. O grande problema do nosso Poder Judiciário está corrupção. Processos param ou andam porque alguém quer que seja assim.

Marco Albertim
25/01/2015 0h00

Ao lado da ponte

Todas as manhãs, somente de um lado da cabeceira da ponte, fazia sombra. Do outro lado, o sol incidindo, o canto permanecera deserto, sequer percebido. O capim ali estorricara, uma chusma escassa de formigas contorcia-se lenta entre os grãos grossos de areia. Inda que fosse o lado do casario com esquina para o rio, ninguém se dispunha a se escorar no anteparo da ponte, para uma prosa miúda.

Moara Crivelente
23/01/2015 10h00

O “Estado da União” e a visão dos EUA para o mundo

Para o historiador Lewis Gould, o ritual de discurso do presidente dos Estados Unidos sobre o “Estado da União”, que já tem mais de dois séculos de tradição, deve ser abolido. Segundo Gould, “o que começou como uma avaliação anual da condição nacional deteriorou-se em um momento frívolo de teatro político e de campanha contínua.” 

Páginas:     12345próximaúltima