Jorge Panzera
20/02/2018 22h21

Neuton Miranda permanece como inspiração para a luta

O dia 20 de fevereiro marca a passagem do oitavo ano do desaparecimento físico de nosso camarada Neuton Miranda. Neuton viveu intensamente importantes fases da vida política nacional, da resistência à ditadura militar, a redemocratização, a queda dos regimes socialistas, o enfrentamento à agenda neoliberal e o ciclo político popular, com o governo Lula. Nesse tempo todo foi um homem de um lado, o lado da luta do povo.

Maria Valéria Duarte de Souza
20/02/2018 18h46

A ascensão do estado penal

A intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro vem configurar mais um episódio de bizarrices protagonizado pelos golpistas que se apropriaram do país. Contraditoriamente, trata-se da iniciativa de um presidente ilegítimo que enfrentou duas denúncias de corrupção e organização criminosa, o que já seria suficiente para questionar o decreto que regulamenta a intervenção federal na segurança pública naquela unidade da federação.

As Cartas do Pai por Ivan Cosenza
20/02/2018 18h09

Foi durante a ditadura militar que nasceu o crime organizado

 .

Antônio Augusto de Queiroz
20/02/2018 11h11

Reflexões sobre tendências do próximo Congresso

Salvo mudanças inesperadas no humor do eleitorado, a tendência será de reeleição entre 60% e 70% da atual Câmara dos Deputados – um dos mais altos das sete últimas eleições – o que poderá levar para a próxima legislatura as práticas e os vícios da atual composição legislativa.

José Reinaldo Carvalho
20/02/2018 9h18

A reorganização do PCdoB e sua identidade política e ideológica

Transcorreu no último domingo, 18 de fevereiro, o 56º aniversário da Conferência Nacional Extraordinária que decidiu reorganizar o PCdoB sobre bases marxistas-leninistas. Sob a direção de João Amazonas, Maurício Grabois, Pedro Pomar, Carlos Danielli e outros revolucionários, a conferência de 1962 selou a definitiva ruptura dos comunistas brasileiros com o oportunismo de direita. 

João Guilherme Vargas Netto
20/02/2018 9h05

Entre um biscoito e outro

É preciso saudar enfaticamente a vitória dos metalúrgicos alemães do estado de Baden-Wuerttemberg, organizados pelo poderoso sindicato IG Metall, que após uma semana de greves conseguiram uma forte redução da jornada de trabalho, de 35 para 28 horas semanais e um aumento de salário de 4,3% (o acordo é válido por um ano para todos os trabalhadores e contém cláusulas a serem negociadas).

Augusto Buonicore
19/02/2018 21h40

70 anos da cassação dos mandatos do Partido Comunista do Brasil

No dia 10 de janeiro de 1948, apesar dos inúmeros protestos, um projeto decretando a cassação dos mandatos dos parlamentares eleitos pelo Partido Comunista do Brasil foi aprovado na Câmara dos Deputados por 179 votos contra 74. Oito meses antes o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 3 votos contra 2, havia cassado o registro daquele partido. Estes foram os primeiros golpes que a democracia brasileira, recém-conquistada em 1945, sofreria. Outros viriam.

Alexandre Ganan de Brites Figueiredo
19/02/2018 12h19

Macri e Temer abrem disputa pelo prêmio de melhor capacho do império

No início da semana passada, o governo argentino anunciou oficialmente um acordo para a instalação em seu território de uma base de operações da DEA, sigla em inglês para Drug Enforcement Administration, a agência antidrogas do Estado norte-americano. Mais especificamente, essa base se localizará na Tríplice Fronteira, região de importância central para a geopolítica do Cone Sul.

Jandira Feghali
19/02/2018 9h21

Cartada de risco

Os fatos que precedem a intervenção militar no Rio emolduram o quadro que precisamos interpretar e que com o tempo irá perdendo as cores e ficando mais claro. O planejamento midiático, desde a preparação do golpe, vem destruindo a confiança na política e a esperança do povo brasileiro. A assimetria de poderes ganhou relevância e a Constituição da República tratada como um instrumento a ser usado segundo a conveniência dos poderosos de ocasião, manietados pelo capital.

Walter Sorrentino
18/02/2018 13h38

Segurança pública e pacto democrático

Uma mexida e tanto no tabuleiro político-eleitoral. Os riscos democráticos da medida da intervenção federal no Rio precisam ser considerados como parâmetros importantes. Bloco governista ocupa espaço das candidaturas antissistema, põe Temer na disputa presidencial e desafia a oposição a reagir.

Páginas:     12345próximaúltima