Luciano Siqueira

"Sua Empresa + Digital" é uma forma de resistência

É possível tornar mais competitivos os pequenos e médios negócios na cidade do Recife? Sim, na medida em que novas ferramentas de gestão e vendas forem incorporadas ao seu cotidiano.

Este é o sentido do projeto "Sua Empresa + Digital", que acontece mediante parceria da Prefeitura do Recife com o Sebrae, tendo como foco inicial 6.355 micros e pequenas empresas, situadas nos bairros da Boa Vista, Santo Antônio, Santo Amaro e São José.

A cada ano o comércio digital ganha espaço em relação ao comércio tradicional. Estima-se que deva alcançar um volume de vendas de R$ 79,9 bilhões em 2019, equivalente a um crescimento de 16% quando comparado com o resultado atingido em 2018 pelas lojas virtuais do País.

O fenômeno muda a cabeça do consumidor e altera o perfil, inclusive, dos shopping centers, onde se multiplicam lojas convertidas em show room, enquanto as operações de compra são crescentemente efetuadas pela internet.

Se as grandes empresas avançam velozmente nessa direção, os pequenos e médios empreendimentos são desafiados a reagir, dentro de suas condições específicas. Sob pena de serem dizimados, particularmente na atual conjuntura econômica recessiva.

O projeto “Sua Empresa + Digital" não pretende criar médias e pequenas empresas “digitais”, mas dotar empresas desse porte de instrumentos que as façam mais competitivas e eficientes no seu nicho de mercado.

Ou seja, superar o desencontro entre fornecedores (apegados aos velhos métodos) e clientes (cada vez mais digitais), uma das causas da alta mortalidade nesse segmento.

A crise profunda que atravessamos pede isso. Desde janeiro, analistas do mercado reavaliaram a previsão de crescimento do PIB para este ano mais de quinze vezes, sempre para baixo.
E não há sinais de melhoria no horizonte, no quadro geral de uma política econômica cujo vértice está no equilíbrio fiscal a todo custo, sem nenhum estímulo à produção.

Não se conhece nenhum exemplo bem sucedido de país periférico, mesmo na dimensão do Brasil, que tenha obtido bom êxito através da receita ultraliberal. O enfraquecimento do papel do Estado como indutor do crescimento leva a nada – ou, pior, ao aprofundamento de nossa dependência externa e à desidratação crescente do mercado interno.

Assim, a iniciativa conjunta da Prefeitura do Recife e do Sebrae se insere na resistência à ordem atual. Traduz uma das faces da luta pela sobrevivência do nosso povo sob condições minimamente dignas.

* Médico, vice-prefeito do Recife, membro do Comitê Central do PCdoB

As opiniões aqui expostas não representam necessariamente a opinião do Portal Vermelho



Publicidade

TEXTOS DESTE +

OUTRAS COLUNAS