Pedro Luiz Teixeira de Camargo (Peixe)

Os mesmos erros seguem guiando parte da esquerda. Até quando?

 No meu último texto, escrito no início do mês de novembro, chamei a atenção sobre a importância de se parar de cometer os erros que levaram a centro esquerda a maior derrota eleitoral dos últimos 15 anos, entretanto, parece que parcela significativa do campo popular democrático parece não ter entendido nada com a derrota sofrida no último dia 28 de outubro, pois seguem com os mesmos equívocos.

O primeiro deles é de seguir confiando na justiça burguesa. Não é possível, com tudo que foi feito até hoje, que não fique claro a quem serve o poder judiciário e a operação Lava Jato! Pois é, parece óbvio, mas setores importantes comemoraram a prisão do ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), não entendendo que isso é apenas cortina de fumaça do que está por vir!

A velha máxima de rifar o cavalo para pegar a rainha é uma técnica clássica do xadrez, mas parece que esse milenar jogo de tabuleiro não deve ter sido estudado por parte do nosso campo. É óbvio que Pezão, Cabral, Garotinho, etc., são apenas fantoches do que virá: pesados processos que tendem a terminar em condenação (e provavelmente prisão) em cima de Dilma Rousseff, Guido Mantega, Sergio Gabrielli entre outros petistas que ocuparam postos chave nos governos iniciados pelo ex-presidente Lula!

Nem quero entrar na questão legal, pois é obvio que estão sendo presos antes de serem condenados, uma verdadeira aberração jurídica típica de filmes de ação hollywoodianos! Mas, pensando apenas politicamente, é de uma ingenuidade sem tamanho cair nessa cilada tão blasé!
O segundo erro segue sendo a priorização das pautas identitárias em detrimento da pauta econômica classista! Nosso país é racista, machista e homofóbico, não precisa ser nenhum gênio para enxergar isso, ou no caso dos negros, mulheres e LCBTs, sentir na pele todos os dias.

Portanto, como vimos nas eleições, a maior parte da classe trabalhadora não se identifica com essas pautas, pois os autos de resistência e as práticas discriminatórias já fazem parte do dia a dia, em especial da população periférica, se tornando comuns! Seguir pautando esses temas como o defeito mor de Bolsonaro e seus lacaios é um erro estratégico! Ao se perder tempo com isso, a dilapidação do patrimônio nacional segue a todo vapor! Paremos de engolir corda do inimigo e deixemos essas pautas para os coletivos específicos que tratam dessas temáticas! Urgente!

Um bom exemplo de como estamos perdidos, é uma postagem nas redes sociais que surgiu essa semana, logo após a prisão de Pezão, onde se falava que somente uma mulher negra, entre todos os governantes fluminenses dos últimos 20 anos, não havia sido presa. É inegável a história de luta de Benedita da Silva, não é essa a questão, ela é uma grande liderança popular e merece todo o respeito, mas colocar as coisas nesses termos, dá a impressão que a Lava Jato está correta, quando na verdade não está!

Nenhum dos ex-gestores públicos do Rio de Janeiro detidos foram condenados! Engolir essa isca é um erro sem tamanho e disputar a narrativa de que essas operações são similares a polícia política dos nazistas precisa ser a ação correta, mas, infelizmente, poucos entendem e fazem essa disputa de modo correto, deixando essa ideia identitária liberal tomar conta, deixando o ponto principal como coadjuvante e vice-versa...

O terceiro erro que quero destacar é acerca do que pautar. Passamos os dois governos de Lula e Dilma (até o impedimento) reféns da mídia global e seguimos no mesmo caminho. Qual nosso projeto de país para tirar o pais do atoleiro? Por que o governo que se iniciará dia 01-01-2019 será tão danoso ao povo brasileiro? É isso que precisa ser debatido!

Essas perguntas óbvias, a maior parte da esquerda não consegue responder à altura, pois segue perdendo tempo com fake news e outras bobagens, é preciso responder aos problemas reais com respostas reais! Ficar teorizando ou queimando o adversário sem ter o que apresentar de fato, não é, como já disse antes, uma tática inteligente! É preciso pautar o debate prático com temas práticos! Enquanto seguirmos essa toada, seguiremos isolados!

Como já dizia a Plebe Rude há cerca de 35 anos atrás, “até quando esperar”? Querer resultados diferentes seguindo sempre a mesma tática é impossível! Precisamos nos reinventar! E rápido!
Até a próxima.

* Biólogo, Geógrafo e Professor; atualmente é Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais pela UFOP/MG e Membro da Direção Eixo Sudeste da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (EcoEco). Foi diretor da União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais (UEE-MG) e da Associação Nacional de Pós Graduandos (ANPG)

As opiniões aqui expostas não representam necessariamente a opinião do Portal Vermelho



Publicidade

TEXTOS DESTE +

OUTRAS COLUNAS