19 de Outubro de 2010 - 0h48

Uma foto e um lugar na História

Paulo Vinícius *


A vida é feita de escolhas. Quando terá Serra optado pelo caminho da cruzada religiosa em seus intentos de poder? Em que momento pensou: “isso dá voto”? Como uma liderança que já presidiu a UNE - tal como um Darth Vader de ficção - vai de concessão em concessão, de deformar-se em deformar-se, de abismo em abismo, até cair no colo da extrema direita, das forças remanescentes da Ditadura, dos entreguistas, do que há de mais nocivo ao Brasil? Serra fez acordos e agrupou ao seu redor, para citar o jornalista Messias Pontes:

“A famigerada TFP – Tradição, Família e Propriedade, a Opus Dei, o Grupo Guararapes, a grande mídia conservadora, venal e golpista, a clientela da Daslu, os fundamentalistas religiosos- católicos e evangélicos, Daniel Dantas, José Roberto Arruda, os carlistas (na Bahia), os herdeiros políticos de Carlos Lacerda, as viúvas da ditadura militar, a canalha neo-udenista e toda a extrema direita”.

Esta é a aliança que se voltou contra Dilma Roussef, que febrilmente conspira:
Uma gráfica foi flagrada a imprimir materiais infames contra Dilma para o bispo de Guarulhos-SP, Luiz Gonzaga Bergonzini. Os 2,1 milhões de panfletos são só parte dos 20 milhões previstos. De quem é a Pana Editora e Gráfica? Da filha de um dos coordenadores da campanha do tucano.

Equipes de telemarketing, em São Paulo e Brasília disparam boatos e desinformação, utilizando sobretudo mulheres contra Dilma Roussef.

Em Canindé, panfletos misturando Serra e Jesus Cristo em plena missa causaram corajosa condenação de sacerdote, na cara de Serra e Tasso Jereissati. O galego, nos estertores de sua passada autoridade, investiu com imprecações contra o sacerdote.

Serra diz que, as ações da Petrobrás teriam subido por causa dele, e não pelo avanço da empresa e do Pré-Sal. Em parte está certo. Investidores estrangeiros estão muito interessados em qualquer possibilidade de privatização no Brasil e ele é a única possibilidade de isso acontecer de novo. Por isso, FHC se reuniu em evento fechado com 150 investidores estrangeiros, falando em inglês, em Foz do Iguaçu, PR, no Hotel das Cataratas. Em pauta: privatizações de empresas estatais brasileiras, como divulgado pela jornalista Hildegard Angel em seu Blog. O “mercado” já sabe quem está disposto a vender o Brasil, e é chamado a cumprir seu papel na campanha contra Dilma,

Serra faz qualquer coisa para ser presidente. Numa escalada antiética e de inédita violência ataca tudo o que representou a eleição de Lula e seus vitoriosos governos. E entre outras razões, isso ocorre por um erro da campanha, não ter expresso desde o início a divergência entre ops dois projetos. Mas a própria realidade tratou de fazê-lo. E, ao contrário de uma suposta iluminação, Serra fez um pacto.

Quem quer um Brasil melhor não pode conciliar com essa infâmia. Façamos de nossa voz a muralha em torno dessa mulher, essa mineira que nos representa nesta encruzilhada histórica que vive o Brasil.

E por tudo isso, adotei uma imagem dela, uma foto desenhada, e a utilizo em todas as redes sociais de que participo. Eu também fui da UNE. E vejo aquela jovem Dilma, vinte e poucos anos, diante dos verdugos, e aquele olhar para a História. Penso na coragem com que se portou naquela hora decisiva e no decorrer de sua vida. Dilma não traiu seus ideais. Ela continuou crescendo, é sincera e tem posições firmes. A Dilma é a juventude que lutou contra a ditadura pelo Brasil e não se vendeu, como outros que se perderam pelo caminho, como Serra.
Poucas vezes Tiradentes e Silvério dos Reis, Brasileiros e entreguistas, estas duas forças seculares, estiveram tão claramente delineadas no campo de batalha da História. Não é à toa que tantas pessoas de bem se posicionam para essa grande batalha, inclusive muitos críticos aos erros e insuficiências do processo de mudança que vive o Brasil. Mas é gente que jamais se deixaria utilizar pela direita, que não se omite diante da hora decisiva.

Quem ama o Brasil e a democracia se une para impedir um terrível retrocesso. O povo brasileiro precisa entender o que está sendo disputado. A hora é de redenção, de esperança. E, pela primeira vez, é uma mulher que encarna tudo isso, numa oportunidade da História! É a vez de Dilma!

* Sociólogo e Bancário. Membro da direção Nacional da CTB.

* Opiniões aqui expressas não refletem necessariamente as opiniões do site.


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR