9 de outubro de 2017 - 11h12

PCdoB-CE: Comitê Estadual prepara 23ª Conferência Estadual

   

Em sua intervenção, o presidente estadual do PCdoB-CE, Luís Carlos Paes de Castro fez a leitura do documento que apresenta o balanço dos últimos dois anos (2015 a 2017) e aponta os desafios para o próximo biênio. A elaboração do relatório partiu das resoluções da última Conferência, levando-se em consideração as profundas mudanças ocorridas na realidade, decorrentes do golpe contra a presidenta Dilma e suas repercussões no Ceará. “O documento afirma que são tempos difíceis, mas ricos de ensinamentos e lições, que mostram os compromissos, as virtudes e as debilidades de nossos quadros e militantes”, considera Paes.

Ainda tratando sobre assuntos práticos para a realização da Conferência Estadual, Abel Rodrigues, secretário de organização do PCdoB-CE, apresentou a proposta de programação do encontro que acontecerá em Fortaleza nos dias 21 e 22 de outubro, e a sugestão de camaradas e amigos que serão homenageadas durante a plenária do PCdoB no Ceará.

Já Teresinha Braga Monte, coordenadora do departamento de quadros, apresentou a proposta de nomes que poderão compor o novo Comitê Estadual, que deverá ser debatida e votada ao final da 23ª Conferência, levando em conta critérios políticos, ideológico, de representatividade social, além da política de permanência e renovação de quadros que já vem sendo aplicada há vários anos. Em sua intervenção, ela defendeu a ampliação da presença na direção de mais trabalhadores ligados à produção, jovens e mulheres. “Queremos que a direção do PCdoB no Ceará seja a mais representativa possível da sociedade”, reforça.

14º Congresso do PCdoB: Papel político e histórico

Carlos Augusto Diógenes, o Patinhas, membro do Comitê Central do PCdoB, reforçou a importância da reunião do Comitê Estadual, a última da atual gestão. “Isto demonstra a consolidação do nosso Partido no Ceará, marcado pelo amplo debate, com personalidade e coerência no mundo político”.

Patinhas conclama a todos os comunistas a reconhecerem a importância da realização do 14º Congresso do PCdoB. “Ele terá forte papel político e histórico, principalmente após a mudança abrupta do ciclo político anterior, que interrompeu um programa vitorioso substituindo-o pela implantação célere da tal ‘ponte para o futuro’. Nosso programa apresentado durante a construção do 14º Congresso demonstra que queremos dar respostas a isso e buscamos preparar o Partido para uma nova fase, de retomada do Projeto Nacional de Desenvolvimento. O documento em debate destaca os legados de Lula e Dilma, apesar de a mídia querer negar. Ao mesmo tempo, pontua lacunas e deficiências que contribuíram para a derrota. É um texto profundo, fruto de muita discussão e que está sendo enriquecido nos debates em todo o Brasil. Apresentamos e defendemos perspectivas para o país”, ratifica.

Diante deste cenário, Patinhas reforça a necessidade de a militância compreender a importância das conferências que estão sendo realizadas em todo o território nacional e reforce a tarefa de enraizar e fortalecer o Partido. “Devemos estar no meio do povo, da juventude, dos trabalhadores. Criar uma força de massas projetando lideranças locais, buscar uma saída para o país pela política, garantindo as eleições de 2018. Defender o PCdoB é defender o Brasil”.

Mais

No próximo final de semana, no dia 14 de outubro, será realizada a Conferência Municipal de Fortaleza, com a presença da presidenta nacional do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos.

A Conferência Estadual do PCdoB-CE, que coroará o processo de debates no Estado, será nos dias 21 e 22 de outubro, também na capital cearense.



De Fortaleza,
Carolina Campos

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais