18 de outubro de 2011 - 17h34

Professor Olival Freire é um dos ganhadores do Prêmio Jabuti 2011


O livro Teoria quântica: estudos históricos e implicações culturais, organizado pelo professor da Universidade Federal da Bahia Olival Freire Júnior foi o vencedor da categoria Ciências Exatas do Prêmio Jabuti 2011, cujo resultado foi anunciado nesta segunda-feira (17/10). Organizado em conjunto com Osvaldo Pessoa Jr. e Joan Lisa Bromberg, a obra foi lançada em 2010 e reúne textos de 28 autores, que exploram aspectos dessa teoria científica.


Olival Freire Olival Freire
“Eu estou especialmente muito feliz, porque este prêmio é o reconhecimento de um projeto de pesquisa ao qual tenho dedicado quase os últimos dez anos. É um projeto de pesquisa que eu comecei praticamente em 2001. Uma evidência disso é que o livro é uma obra coletiva, mas praticamente metade dos autores ou são alunos ou colaboradores meus no Brasil e fora do Brasil. Eu encaro o Prêmio Jabuti com reconhecimento do trabalho realizado ao longo deste tempo”, comemorou Olival Freire.

O professor ressalta ainda, que o apoio recebido das agências de pesquisa no Brasil foi muito importante para o desenvolvimento deste projeto. “Durante todo esse tempo, eu tenho sido apoiado pelo CNPq, pela Capes, pela Fapesb e também por agências do exterior. Recebi apoio, digamos assim, de uma agência de história das ciências tanto nos Estados Unidos quanto na Europa. Eu estou muito contente, mas quero dizer que o prêmio é fruto de um trabalho que vem sendo apoiado institucionalmente e também é resultado de um trabalho coletivo. Certamente eu tenho o meu mérito na liderança do projeto, mas é um prêmio que deve ser compartilhado por todos que integram o projeto”, destaca.

Apesar do título, Teoria quântica: estudos históricos e implicações culturais não é um livro técnico de física. Segundo professor Olival Freire Jr, é um livro de estudos históricos e de estudos culturais da ciência, que se dirige a um público que quer se manter informado sobre a história, o andamento e as ligações da ciência com a cultura e a sociedade. “É um livro que o título não deveria assustar ninguém, pois é bem acessível”, completou.

Prêmio Jabuti

Criado em 1958, o Jabuti é o mais tradicional prêmio do livro no Brasil, que tem como maior diferencial o fato de não valorizar apenas os escritores, mas destacar a qualidade do trabalho de todas as áreas envolvidas na criação e produção de um livro. As 21 categorias do Jabuti contemplam não só estilos – romance, contos e crônicas, poesia, reportagem, biografia e livro infantil – mas também a tradução, a ilustração, a capa e o projeto gráfico.

Na cerimônia de premiação, que este ano acontece no dia 30 de novembro, são revelados os Livros do Ano de Ficção e Não-Ficção, momento mais aguardado por todos aqueles que concorrem ao Prêmio, pelo mercado editorial e pela mídia especializada. Os livros são escolhidos pelo voto dos jurados e de profissionais do mercado editorial.

De Salvador,
Eliane Costa

Últimas Mais

can't open file