Economia

7 de fevereiro de 2018 - 15h38

Petrobras anuncia venda da refinaria de Pasadena


   
O negócio deve incluir ainda a venda de um terreno localizado no canal marítimo de acesso a Houston, para oportunidades de expansão futura, disse a Petrobras em fato relevante. Desde que anunciada a intenção da Petrobras de desfazer-se de mais este ativo, petroleiros se opõem à iniciativa, que avaliam ser parte da "liquidação"da petroleira. 

A refinaria foi um dos pivôs das denúncias de corrupção envolvendo a petroleira estatal. A companhia comprou em 2006, por US$ 360 milhões, uma participação de 50% na refinaria. Um ano antes, a belga Astra Oil tinha comprado toda refinaria US$ 42,5 milhões. O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró afirmou, em delação premiada, que houve pagamento de propina na negociação com a estatal.

Questionamentos à compra de Pasadena ajudaram a criar o clima de desestabilização do governo Dilma, que culminou com o impeachment. Apenas um ano após o afastamento da ex-presidenta, o Tribunal de Contas da União isentou a petista de responsabilidade na aquisição de Pasadena.

A compra da refinaria também foi controversa entre os próprios petroleiros. A Federação Única de Petroleiros (FUP) defendia que, ao invés de investir no exterior, a companhia deveria priorizar o investimento interno.

“A FUP sempre foi crítica em relação à internacionalização. O problema é que, agora, além de não fazer os investimentos internos, eles vendem o que tem lá fora”, afirmou  o diretor de Relações Internacionais e de Movimentos Sociais da Federação Única dos Petroleiros (FUP), João Antônio de Moraes, em entrevista no ano passado

Mesmo com a ressalva de que a entidade se mostrava contrária a investir em outros países, o diretor observou, à época, que, do ponto de vista de uma empresa internacionalizada, Pasadena é estratégica. “Porque está no maior mercado mundial e está situada no Texas, onde tem uma boa distribuição e uma importante rede de dutos etc.”

Por meio de sua afiliada Petrobras America Inc (PAI), a companhia iniciou a etapa de divulgação da oportunidade, com um teaser (técnica de marketing) para chamar a atenção para a venda da unidade. Conforme a Petrobras, com a transação está prevista a alienação da participação da PAI nas empresas Pasadena Refining System, Inc, PRSI Trading LLC e PRSI Real Property Holdings LLC.

Segundo a companhia, o teaser, que descreve as principais informações sobre a oportunidade e os critérios objetivos para a seleção de potenciais participantes no processo, pode ser consultado no site da Petrobras.

Entre a divulgação da oportunidade e o fechamento da operação, chamada de closing, a empresa terá outros quatro estágios a seguir: Início da fase não-vinculante (quando for o caso); Início da fase vinculante; Concessão de exclusividade para negociação (quando for o caso); e Aprovação da transação pela alta administração (Diretoria Executiva e Conselho de Administração) e assinatura dos contratos.

A Petrobras informou que a divulgação ao mercado está alinhada à sistemática para os desinvestimentos da Petrobras e às orientações do Tribunal de Contas da União.



 Do Portal Vermelho, com agências

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais