Brasil

18 de junho de 2017 - 14h09

Reforma da Previdência vai prejudicar mais pobres, mulheres e negros


   
As críticas estão no relatório "(Des)proteção social: impactos da reforma da Previdência no contexto urbano", de autoria dos consultores Joana Mostafa e Mário Theodoro. Confira AQUI a íntegra do documento.

As principais críticas dos consultores no texto são o fim da modalidade de aposentadoria por tempo de contribuição (ATC) para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e a ampliação de 15 para 25 anos do tempo mínimo de contribuição para o acesso ao benefício da aposentadoria.

Eles preveem, com isso, a exclusão de "altos patamares de exclusão previdenciária", principalmente entre mulheres, negros e trabalhadores menos escolarizados e de menores rendimentos. A proposta da reforma está em tramitação na Câmara e deve chegar ao Senado no segundo semestre.


Brasil 247

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais