Brasil

19 de maio de 2017 - 12h43

Dallari defende diretas e diz que Temer não tem condições de governar


   
“É profundamente lamentável que se verifique que o presidente em exercício, o Temer, estava realmente conluiado com a corrupção, que a essa altura, depois do que foi publicado, já não há condições para que ele permaneça na Presidência da República”, disse Dallari em entrevista ao Portal Vermelho.

“Eu acho que o melhor caminho, inclusive para ele, seria a renúncia”, completou o jurista, que defendeu a realização de eleições diretas. “Isso deve ser acompanhado por uma proposta imediata de emenda constitucional para que o povo eleja um novo presidente, pois pela Constituição o afastamento do Temer, ou por impeachment ou por renúncia, entrega o governo ao presidente da Câmara. Mas é uma situação provisória, absolutamente cheia de incertezas”, avalia o professor.

Segundo ele, a realização de novas eleições ajudaria a recompor as instituições do país, promovendo “uma renovação completa”. “Mas, além disso, daria ao povo a escolha da presidência, assegurando a legitimidade e estabilidade. Entregar agora a Presidência da República ao presidente da Câmara e do Senado é uma continuação da instabilidade”, acrescentou.



Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais